quinta-feira, 23 de fevereiro de 2017

Quando os Sinos Tocam







A rosa do tempo

Rosa rara de fevereiro
De alguns janeiros
Rosa de luz interior
Rosa pele de algodão, 
Rosa  doce canção

Rosa doce canção, rosa do tempo
Rosa amor de anjo, amor em forma de canção
Rosa em flores ausentes
Beija-flor carente, elegante sempre
Fina expressão

Fina expressão,de rosa
Rosa  em pétalas secretas,
Infelizes  em seu coração
Se não fosse o vento forte,
Oportuno na situação
Não teria provocado tristeza
Augúrio de uma ocasião


Oportuno da ocasião,
Vento triste e insolente,
Destruidor de sonhos em cores
Colibri teria pousado nas  flores
Extraindo o néctar da rosa 
E permaneceria  morando no  coração.


Eliane Auer













Estações



Já não tenho falso sabor da juventude
Não tenho a energia de insistir que tenho razão
Já não sou inocente como fui quando jovem

Tenho a carência da criança que pede colo
Tenho o perfume das pétalas secas
O sabor da fruta madura

Sinto o orvalho da madrugada
O calor do abraço
O cheiro de terra molhada

Sinto o cansaço e a incerteza 
De que nada se apaga com o tempo

Tenho inverno em mim
Tenho dias de primavera em meu coração
Tenho sonhos contidos de outono
Alegrias de sol de verão.

Eliane Auer* 

* Escreve no Recanto das Letras. Faça contato e peça o seu exemplar.





12 comentários:

  1. Bom dia, poeta!
    Magnífica postagens! Parabéns à poetisa e à você por partilhar.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Muito obrigada, Leia. Meu carinho mateense, a você.Beijos

      Excluir
  2. Obrigado, Leia Assunção, em nome da Eliane...

    ResponderExcluir
  3. MARIA MENDES - Bom dia Estanislau, magnifica postagem belíssima poesia..parabéns a vc por divulgar o nosso trabalho a Eliane pela obra...aplausos.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. É um prazer divulgar talentos como você, Maria Mendes. Por aqui já passaram a Beth Lucchesi, Neusa Staut, Fábio Brandão, Olynda Aparecida, Efigênia Coutinho, Ana Gazzaneo, Camille Simenoni, Giovanni Peluzzi, Carlos Drummond, Jorge Luis Borges, você e Eliane, entre outros e outras. Por isso conclamo: Poetas do mundo: Uni-vos!

      Excluir
    2. Obrigada, Maria Mendes!
      É uma grande alegria saber que tem pessoas sensíveis como você que gostam de poesias. Beijos com carinho. Eliane

      Excluir
  4. Respostas
    1. Carinho maravilhoso nesse espaço tão especial. Obrigada a todos. Beijos mateenses.

      Excluir
  5. Cada dia melhor!

    ResponderExcluir
  6. Agradeço, em nome da Eliane Auer... Sempre bem-vindo.

    ResponderExcluir