sábado, 2 de agosto de 2014

PRAZER



                Quero me perder
nas ondulações sensuais do teu corpo
cegar-me com o brilho dos teus olhos.

                Quero seguir
                o teu hábito
      achar-me em teus passos. 

                Quero sentir
                 o teu hálito
    embriagar-me em teus braços.

Como as ondas do mar beijando a areia
           quero beijar teu corpo
 em cada curva estacionar meu sonho.

               Quero ser atrevido
            violar os teus sentidos
         afogar-me em tuas águas
                mar de delícias
        e me envolver em carícias.

    Roçar meu corpo em tua pele
                 sentir o calor
          brotar em nossos poros.

   Quero me atazanar me estrepar
              em teus espinhos
  conquistar palmo a palmo errante
           tua selva misteriosa
     e me eleger teu bandeirante.

   Quero teu corpo molhado suado
         a formar vapor subindo
         virando nuvens no céu.

   Chuva caindo sem assombro
          sobre a terra fértil
 quero-te ave de múltiplas cores
    pousada sobre meu ombro.


J Estanislau Filho - do livro Todos os Dias são Úteis - Edição do autor - 2009

12 comentários:

  1. Belos e sensuais versos poeta. Parabéns!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Obrigado pela vista. Entre, a casa é sua. Abraço.

      Excluir
  2. Romântica e sensual a sua poesia, caro amigo Stan. Parabéns, pelo blog!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Obrigado pela visita Ysolda. Volte sempre. Abraço.

      Excluir
  3. Escrever é uma arte e somos artistas. A genialidade de seu texto está no vai e vem dos movimentos, como se fossem ondulas de "múltiplas cores/pousada sobre sua pena". Parabéns, companheiro. Realmente, somos artistas no que fazemos e o amigo prova isso. De novo, parabéns!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Obrigado pela visita e pelas palavras estimuladoras, Carlos Costa. Abraço fraterno.

      Excluir
  4. Parabéns Estan! Radiante prazer em teus versos! A tua poesia tem inicio na qualidade deste elan de inspiração da melhor qualidade, espraiando-se pelas tuas mãos bem delineadas de poeta..

    ResponderExcluir
  5. Stan, muitas vezes é se perdendo que nos encontramos. Belíssimos e envolventes versos sensuais. Adorei, querido poeta. Parabéns. Abraços

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Obrigado, Anna, pela presença generosa. Volte sempre. Abraços.

      Excluir
  6. Vivendo eternamente um instante de prazer, de entrega na linguagem do amor sensual,de carícias. Corpo que não se cala, se busca. Belo poema Stan. Com sempre dando um show. Abraço

    ResponderExcluir