terça-feira, 30 de setembro de 2014

Quadro Invisível



Enquanto pinto tua imagem
Na tela de minha memória
Uma alegria me contagia
E por instantes, louca
Grito e silencio, corro e paro
E faço surgir junto a ti
Um sol que me ilumina
Na certeza de te ter comigo
No momento em que você nasce
Coberto por meus traços
Nesse meu quadro invisível
Onde te componho
Com a delicadeza deste amor


Camille Simeone

8 comentários:

  1. Affffff! Que cousa mais linda. Mais uma vez obrigada pela partilha. Abraço

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Muito obrigada pela leitura de meu poema, e ainda mais por ter gostado! Uma excelente noite!

      Excluir
    2. Abraço, sempre bem-vinda, Olynda.

      Excluir
  2. É um poema da Camille Simeone, Olynda, Vou te pedir um texto da sua lavra para postar em meu blog....

    ResponderExcluir
  3. Obrigada querido amigo Stan...fico lisonjeada por enfeitar tua página! Mil beijosss, Camille Simeone

    ResponderExcluir